Pressione "Enter" para pesquisar ou "Esc" para cancelar.

3 dicas para superar uma crise nos negócios

Já falamos aqui no blog sobre cinco estratégias eficazes para inovar na crise, mas superar uma crise nos negócios sem muitos danos financeiros ou de imagem nem sempre parece fácil – aliás, pode ser difícil – mas não é impossível. Momentos de incerteza dentro da empresa podem assustar colaboradores e preocupar diretores, mas a crise pode oferecer aprendizados e novas oportunidades. O grande desafio está em encarar o momento e atravessar este cenário – nem sempre favorável – de maneira a minimizar riscos.

Durante uma crise econômica muitos pensamentos passam pela cabeça de colaboradores, líderes, gestores e CEOs. Ficar parado em frente ao furacão com certeza não é a melhor escolha para quem quer continuar com seu negócio, gerando empregos e resultados. Porém, tomar medidas desesperadas e sem visão estratégica frente à uma turbulência também não será nada bom, pois despender força e energia em medidas desordenadas só irá piorar a situação.

Por isso, separamos três dicas para que você possa respirar fundo, enfrentar a pressão e superar uma crise nos negócios, sem se deixar levar pela ansiedade, para que ela pareça menos assustadora do que realmente é:

Antecipe-se, monitore e pense no futuro

Para superar uma crise nos negócios esteja atento aos movimentos de mercado. Conheça seu ramo melhor do que nunca e identifique stakeholders diretos e indiretos que podem influenciar seu ramo de atividade. Pesquise, analise e monitore os dados do ecossistema de negócios onde seu mercado está inserido e cruze-os com dados internos da sua organização. Essas informações podem ser poderosas para que você reveja estratégias e mude rotas. Elas também podem apontar evidências presentes que podem revelar tendências do futuro.

Somente reunindo dados e fatos, internos e externos, você conseguirá ter uma visão sistêmica do mercado, e de onde seu negócio está localizado dentro dele – e para onde deve caminhar.

Com informações em mãos, avalie a vulnerabilidade da sua empresa como um todo e considere vários cenários. Sempre é bom ter um plano B, C, D.  Além disso, mapeie seus concorrentes e entenda também para onde eles estão indo. Ao perceber o movimento deles, e conhecer as suas forças e fraquezas no momento, você poderá pensar em uma nova posição para sua empresa.

Além de ajudar a embasar decisões, conhecer esses pontos é essencial para justificar para toda a organização as ações que podem vir a serem tomadas para sair do vermelho. Mas atenção,  evite tomar medidas que a primeira vista parecem vantajosas, mas que trarão mais perdas do que ganhos a longo prazo. Pense que as escolhas feitas em momentos de crise não podem colocar em risco oportunidade importantes para a empresa no futuro.

Priorize as pessoas e seja sincero

Independente da natureza do seu negócio (B2B ou B2C), lembre-se sempre de que empresas são organismos vivos formados por pessoas. Uma empresa depende de seus clientes, assim como de seus colaboradores, então tenha em mente que pessoas são a chave do sucesso.

Preocupe-se com o seu cliente, com o que ele pensa e fala, realize pesquisas de satisfação e esteja disposto a ouvir. Mas não esqueça também dos seus clientes internos: os colaboradores. Eles têm papel fundamental no ecossistema da empresa em todos os momentos, e em casos de crise precisam ser mais motivados e engajados para que os projetos se realizem em busca da sustentabilidade do negócio. São os colaboradores que irão realizar e tornar tangível a missão, visão e os valores da organização. Por isso, priorize-os nas relações, nos acordos e negociações.

Não esqueça de, acima de tudo, manter uma relação aberta com seus públicos (internos e externos). Quando as coisas não vão bem, as pessoas que acreditam em seu negócio precisam ver uma luz no fim do túnel, e, mais do que isso, um caminho para trilhar até chegar lá. Caso esse caminho seja falso, as chances de pessoas importantes e estratégicas saírem na metade de projetos e deixarem o time desfalcado é alta. Além disso, seus clientes migrarão para outros concorrentes que passam mais segurança.

Una forças dentro da sua organização

Momentos de instabilidade às vezes pedem que a empresa enxugue áreas e faça cortes de serviço ou atividades, mas isso não deve ser motivo de pânico geral. Para superar uma crise nos negócios e evitar que a ela se instale internamente na sua organização é necessário manter as pessoas unidas e alinhadas.

Preocupar-se com clima e a cultura organizacional em momentos de crise é fundamental. Não para maquiar um ambiente ou criar falsas esperanças, mas para fazer com que as pessoas que estão ali empregando seu tempo e esforços saibam que o seu trabalho tem valor, ainda mais durante um período de instabilidade. Além disso, crie integração entre os times e tente mantê-los unidos. Pior que uma crise financeira é uma crise interna que pode se instalar entre as pessoas e fazê-las “abandonar o barco”.

Esses três fatores são chaves para superar uma crise nos negócios, mas para colocá-los em prática é importante que – além de ter clareza da sua importância – a empresa mantenha os ativos necessários para promovê-los.

Isso quer dizer que departamentos de marketing, rh e comunicação, que geralmente são os primeiros a sofrerem redução durante uma instabilidade, não devem ter seus orçamentos cortados, porque são as áreas que estão diretamente ligadas às pessoas que sustentam a organização: públicos interno e externo, fazendo relacionamento com eles.

Claro que estratégias e custos destas e de outras áreas podem ser otimizados, mas não ao ponto de deixar a empresa desprovida de sua “linha de frente” de batalha. É importante que Diretores e CEOs tenham em mente o quanto uma comunicação interna estratégica pode não só ajudar a passar por uma crise, mas também preservar e melhorar a imagem institucional, assim como o trabalho de marketing pode reposicionar a empresa no mercado em um nível diferenciado dos concorrentes e o RH pode desenvolver e tornar as pessoas mais produtivas em cenários desafiadores.

Para superar uma crise nos negócios é importante que a empresa entenda as necessidade de cada público para que possa se posicionar de maneira segura, tomar decisões consistentes e blindar sua imagem institucional.  Neste sentido, a comunicação interna pode ajudar a enfrentar a crise, sendo um grande ativo, pois é ponto de contato dos colaboradores com a alta gestão e pode ser usada para disseminar informações relevantes, positivas e contextualizadas dentro da empresa, contribuindo para manter um equilíbrio enquanto a organização se reorganiza e prepara para o novo cenário.

Acesse gratuitamente
[Quiz] Maturidade da Comunicação Interna
Descubra qual a maturidade da comunicação interna da sua empresa e quais os próximos para melhorá-la.
Descobrir agora

 

CTA_novo