Pressione "Enter" para pesquisar ou "Esc" para cancelar.

Por que a falta de integração prejudica as empresas?

Quando os gestores começam a pensar em alternativas para melhorar a produtividade e o engajamento dos seus funcionários, o primeiro pensamento é buscar ferramentas que os ajude na organização de tempo e tarefas e diminua distâncias. Mas isso pode não ser suficiente porque o problema pode ser outro, e ele tem nome: falta de integração, e eu explico por quê:

É muito comum que as ferramentas utilizadas internamente não prevejam a integração entre as pessoas e as equipes e sirvam apenas para organizar tarefas e manter uma comunicação top-down, em que somente a gestão ou um grupo tem voz. Isto acontece muitas vezes porque essa integração não está prevista nas estratégias de comunicação interna das empresas, que, inclusive, tornou-se o problema número um nas empresas.

A integração e seus benefícios

Promover a integração é planejar e executar ações que ajudem a manter um ambiente harmonioso e altamente produtivo dentro de uma organização. Isso é possível porque a integração favorece o alinhamento entre os membros de um grupo, ou de um grupo com outro, e a identificação dos atores com os interesses e valores da própria empresa e dos integrantes das equipes.

Integrar é envolver as pessoas e promover o relacionamento delas dentro de uma equipe e desta equipe com os demais times da companhia. A integração é um facilitador para que os processos fluam alinhados e as pessoas trabalhem com sinergia para realizar suas atividades e alcançar os objetivos e resultados estabelecidos pela organização.

Colaboradores totalmente integrados à cultura da empresa e aos valores de seus colegas costumam demonstrar um interesse real pelos problemas que afetam seus pares e a própria empresa, fazendo com que se sintam responsáveis e procurem se engajar na resolução das adversidades.

Problemas da falta de integração

A falta de integração é um problema recorrente nas empresas que trabalham hoje em um modelo departamentalizado, o qual contribui para que os empregados tenham apenas visão de cada atividade isolada, e não uma visão das atividades numa perspectiva de processo ponta a ponta.

Ela também é um assunto que preocupa gestores conscientes da sua importância, pois uma equipe integrada e ciente de que sua atividade interdepende da atividade de outras equipes, trabalha com mais empatia, de maneira mais produtiva e com mais foco em finalizar trabalhos com sucesso. A Almeida Júnior, por exemplo, percebeu isso e encurtou distâncias na comunicação com seus funcionários, para melhorar a integração na empresa.

A falta de integração causa um abismo entre os departamentos e muitas vezes um isolamento das equipes, pois a falsa percepção de que cada departamento deve fazer somente o seu trabalho distancia todos do ideal comum da empresa, o que traz grandes prejuízos para a organização, a medida que  torna o trabalho mais difícil tanto no âmbito da execução das tarefas quanto no relacionamento entre as pessoas.

Além disso, quando não há integração na empresa:

…ela perde performance, porque as pessoas investem mais tempo e esforço para resolver atritos, problemas e burocracias que poderiam não existir se a equipe e os processos estivessem integrados.  

…os colaboradores ficam desmotivados, porque o discurso fica descolado da prática. Missão, visão e valores precisam estar presentes no dia a dia da organização e não apenas na parede. Quando não há integração, as pessoas não conseguem vivenciar essas propostas e acabam ficando desacreditadas, e o que podia ser uma ferramenta poderosa de engajamento não atinge o seu propósito.

…os colaboradores têm mais chances de executarem uma tarefa errada ou tomarem uma decisão estratégica desalinhada aos objetivos do negócio, pois sem integração a comunicação pode ficar dispersa, ambígua e confusa. A falta de integração acarreta na falta de conhecimento sobre o negócio por parte dos empregados, e a informação não chega para todos, o que deixa o processo mais suscetível a erros. A integração permite que a empresa dissemine informações nivelando o conhecimento de todos os envolvidos num determinado processo, dando uma noção do objetivo maior que está implícito naquela determinada atividade.

…ela tem uma taxa de turnover alta, e os custos com esse processo oneram a organização. Trabalhar com proposito é uma tendencia cada vez mais forte e só com integração é possível fazer com que as pessoas se sintam parte daquilo pelo que vendem seu tempo e permaneçam em determinada função no trabalho.

Além de necessariamente perder, a empresa também deixa de ganhar quando não investe em integração porque não aproveita a combinação de potencial das pessoas e o cruzamento de referências que cada um pode trazer no compartilhamento de ideias, desperdiçando a chance de deixar o trabalho melhor, mais rico e robusto.

Por isso, sem integração a empresa também…

deixa de inovar. Por exemplo, imagine que a concepção de novos produtos ou serviços fique sempre a cargo de um mesmo time da empresa. Assim como outros setores trabalham para que isso aconteça, eles também podem colaborar com ideias para deixar a entrega cada vez  mais incrível, mas isso só é possível se a empresa abrir espaço para integrá-los nessa parte do processo que está a cargo daquele time.

…não tem alinhamento estratégico, e todo o processo de planejamento de uma determinada atividade pode ser inútil, se na hora da execução não ha integração entre as partes envolvidas e elas não estão conscientes do caminho a seguir.  

… deixa de vender (!) Mais do que um ambiente bom, happy hours, clima organizacional bom e cultura forte, uma empresa sobrevive da sua receita, vendendo seu produto ou serviço. Vamos imaginar que um funcionário faça um curso ou tem contato com pessoas fora da organização que podem ser de um nicho e mercado de interesse para o seu negocio. Todas essas pessoas podem ser oportunidades de vendas e parcerias, porém, se a integração dentro da empresa for falha o empregado não saberá ver esse tipo de oportunidade. Sem integração os colaboradores não ficam totalmente engajados com o negócio e não se tornam embaixadores da marca.

Para que a integração seja promovida dentro da organização é necessário que a comunicação flua e permita o diálogo. Além disso, é importante que a empresa priorize ferramentas que permitam esse tipo de trocas mais horizontal.

Um bom modo de começar a promovê-la também é estruturar o endomarketng dentro da empresa começando por ações de engajamento, de promoção da marca e que melhoram o clima do ambiente de trabalho. No eBook “Endomarketing: clientes internos, o coração das organizações”, você encontra mais algumas dicas para começar este trabalho. Vamos lá?  

 

endomarketing o coração das organizações

CTA_novo