Pressione "Enter" para pesquisar ou "Esc" para cancelar.

Três materiais que podem mudar sua percepção sobre: inovação, millennials e retenção de talentos

Quais são suas expectativas com a empresa? Esta pergunta é praticamente uma unanimidade entre gestores de Desenvolvimento Humano (DH) ao selecionar novos colaboradores às organizações. Em um ambiente com pouco mais de 30 pessoas, 80% delas confirmaram já ter ouvido algumas vezes versões do questionamento nos últimos dois anos.

Saindo um pouco do antro de DH, resolvemos questionar,  a jovens nascidos a partir de 1982 quais são suas espectativas em relação as empresas. Entre as respostas 64% consideram que as empresas precisam focar-se mais em inovação.

No entanto, surge outro problema, pois o conceito de inovação, segundo Leandro Carioni, diretor do Centro de Empreendedorismo Inovador da Fundação Certi, sofreu um desgaste ao se tornar um termo da moda. Para ele, muitas empresas utilizam o rótulo inovação como diferencial competitivo, porém, de fato, não o são.

Isso, segundo ele, é uma das problemáticas enfrentadas hoje no país quando o assunto é inovação. Outra, está no fato de haver muita confusão sobre o que realmente é inovação, em seu conceito puro. Para ele, a inovação acontece após haver impacto, ou seja, se não houver alteração do estado latente que o produto/serviço se propõe a mudar não é inovação. “O impacto é fundamental”, salienta Carioni.

Para sanar estas dúvidas no game: “Guia do Mochileiro da Inovação” traçamos uma panorama geral sobre o que é inovação e como focar seus esforços nela pode ser rentável.  

Materiais

Além dos dois materiais citados acima o convidamos a ler a entrevista com Kelly Cortes, superintendente da Call Tecnologia. Na conversa, a profissional conta como a empresa que conta com mais de 15 mil funcionários driblou os ruídos da comunicação interna. Revertendo problemas com retenção de talentos e o fluxo de informações extra-oficiais.

12

imgo-2

thumb_info_geracao_millennial

CTA_novo
  • Lidia

    Pessoal, gostaria de saber mais sobre a pesquisa com os Millennials. Quem foram os respondentes? Quantos foram, de onde, etc…

    • Olá Lídia, tudo bem?
      Seguem os dados da pesquisa:
      Foram 140 entrevistados nos estados de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo. A pesquisa ficou no ar entre os dias 3 e 10 de Abril.
      O recorte foi feito por jovens nascidos a partir de 1982 com trabalho fixo e estudantes; em geral, a maioria dos avaliados atuam em empresas de tecnologia.
      Qualquer dúvida fico à disposição.
      Abs
      França